Coisas interessantes que você não sabia sobre a eletricidade

Uma família com recursos limitados, que nada contra a corrente do mercado, e trata de satisfazer suas necessidades básicas, tem também direito a colocar luzes em um portal e um raminho de cipreste que lhe sirva de esperança nesta época.

E a Empresa de Serviços Públicos de Heredia (ESPH), responsável e solidária com o direito de levar um cabo a uma distância que seja necessária e chegar a esses sites, investe os recursos necessários sem transferir estes custos para os cidadãos, pois é esta empresa um dos últimos redutos do modelo solidário e de desenvolvimento herediano.


Assim as coisas, o benefício também significa sacrifício de outro lado e obedecer a regulamentação e legislação em vigor.

Para alargar o comentário de Luis Guilherme Hernandez V. (JORNAL EXTRA, pág. 9, 21-11-2013) -mesmo que está baseado em interesses pessoais e redigido sem fundamento algum - queremos expor alguns detalhes:

Os ajustes no preço da energia por efeitos climáticos atingiram todo o país.

No entanto, os clientes da ESPH são parte dos menos afetados, de acordo com dados de Aresep.

As tarifas estão segmentados com base em princípios, categorias de mercado e fundamentadas no uso final do serviço.

Esses critérios correspondem a políticas energéticas nacionais.

As cargas de alimentação de serviços comerciais obedecem a uma regulamentação.

O consumo de energia para uso residencial é muito menor para os consumos comerciais e ainda muito menor é a taxa preferencial para instituições de caridade, escolas e faculdades, que aplicamos aqui na Empresa.

Os custos operacionais de negócios são altos no setor comercial.

Mas é essa a diferença dos custos residenciais: casas não são geradores de renda, por si mesmos, mas sim de despesas.


DEFENDER MELHORES PREÇOS

A política e o crescimento da ESPH, desde a sua concepção é oferecer serviços de qualidade.

Por essa razão, e estudos económicos, financeiros e técnicos, contamos com um planejamento de projetos de geração a longo prazo, o que nos permitirá continuar a fornecer serviços de qualidade ao preço mais baixo possível.

Do mesmo modo, estamos na melhor disposição de aderir aos esforços cidadãos para melhorar as taxas, mas há que ter claro que o serviço elétrico afeta o emprego nacional, as exportações, a produção nacional e a estabilidade económica e social de um país.

Formemos opiniões e fortalecer o diálogo nacional em busca de respostas e soluções viáveis para o bem da sociedade.